Desafio para melhorar os índices de rodovias em MT é gigante, diz vice-governador

Isto É Dinheiro

O atual governo de Mato Grosso tem como meta melhorar os índices de qualidade e de cobertura das rodovias no Estado, afirmou nesta quinta-feira, 26, o vice-governador do Estado, Carlos Fávaro (PSD-MT), no Summit Agronegócio Brasil 2015, realizado pelo Estadão com patrocínio da Faesp. Segundo ele, enquanto o Brasil conta com 25% das rodovias pavimentadas, este porcentual cai para 10% no Estado. A qualidade das estradas mato-grossenses é considerada ruim, acrescentou.

“Temos um desafio gigante para melhorar os índices de rodovias em MT”, afirmou Fávaro, ex-presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja-MT). Ele afirmou que o governo quer ampliar as parcerias com a iniciativa privada.

Segundo Fávaro, atualmente, há cinco concessões vigentes com empresários locais. Outra alternativa, apontou, é contar com o apoio de produtores. “Não podemos esperar dinheiro de Brasília ou da China para melhorar Mato Grosso”, disse. Segundo ele, os agricultores locais estariam dispostos a pagar para receberem melhorias em infraestrutura e logísticas nas regiões em que atuam.

Para ele, o Estado tem potencial de elevar sua produção. “Vamos promover um crescimento logístico na integração da lavoura e da pecuária. Podemos chegar a 28 milhões de hectares e produzir mais de 100 milhões de toneladas nos próximos anos sem derrubar uma árvore”, afirmou. “A pecuária vai crescer também com a inclusão de ração e manejo de pastagem; vamos melhorar o índice de precocidade e acabamento da carcaça.”

Conforme dados do governo mato-grossense, o agronegócio do Estado cresceu, em média, 11% ao ano nos últimos anos, enquanto a média do País é de 4%, de acordo com o governo mato-grossense.