• Home »
  • Notícias »
  • Donos de carreta envolvida em tragédia na BR-101 são presos de novo no ES

Donos de carreta envolvida em tragédia na BR-101 são presos de novo no ES

s irmãos Jacymar e Leocir Pretti foram novamente presos na manhã desta quarta-feira (14) no Centro de Detenção Provisória de Guarapari, no Espírito Santo. Eles são os donos da Jamarle Transportes, empresa responsável pela carreta envolvida no acidente que deixou 23 mortos na BR-101, em Guarapari, em junho de 2017. Segundo a polícia, o veículo tinha uma série de irregularidades.

A decisão é de segunda-feira (12). Transcrições de conversas telefônicas ocorridas após o acidente, em que Jacymar e Leocir orientam funcionários a subornar fiscais e continuar transportando cargas com peso além do permitido, foram usadas pelo juiz para embasar a decisão.

Acidente envolvendo duas ambulâncias, uma carreta e um ônibus deixa 15 mortos e vários feridos no km 343 da BR-101, em Guarapari, Grande Vitória (ES), na manhã desta quinta-feira (22). As duas ambulâncias seguiam atrás do coletivo e também foram atingidas (Foto: JEFFERSON ROCIO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Acidente envolvendo duas ambulâncias, uma carreta e um ônibus deixa 15 mortos e vários feridos no km 343 da BR-101, em Guarapari, Grande Vitória (ES), na manhã desta quinta-feira (22). As duas ambulâncias seguiam atrás do coletivo e também foram atingidas (Foto: JEFFERSON ROCIO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Nela, o juiz Eliezer Mattos Scherrer Junior, diz que, mesmo após o acidente, os irmãos continuaram fazendo transporte de carga de forma irregular. “[…] é rotina dos denunciados carregar pedras com quase o dobro de toneladas em seus caminhões”, diz.

Para o magistrado, soltos, os irmãos poderão ocasionar novos acidentes e vitimar outras pessoas.

Defesa

O advogado Ludgero Liberato, que representa os irmãos Jacymar e Leocir Pretti, informou que eles se apresentaram espontaneamente na delegacia de Delitos de Trânsito e, em seguida, foram encaminhados para o presídio de Guarapari, nesta quarta-feira (14).

O advogado disse, ainda, que respeita a decisão, mas que ela é “desproporcional, equivocada e que não encontra suporte na Constituição e no Código de Processo Penal”. Ele acrescentou que vai recorrer da decisão e buscar a liberdade dos clientes.

Prisão e liberdade

Jacymar e Leocir Pretti foram presos pela primeira vez no dia 24 de agosto, quando a Justiça decretou a prisão temporária. Segundo a Polícia Civil, os dois estavam atrapalhando as investigações e aliciando testemunhas.

Os irmãos foram soltos em setembro porque venceu o prazo da prisão temporária, que é de cinco dias, prorrogáveis para mais cinco.

O acidente

A tragédia na BR-101 aconteceu após a colisão entre a carreta, um ônibus de viagem e duas ambulâncias, no início da manhã do dia 22 de junho. Vinte e três pessoas morreram e 20 ficaram feridas.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a carreta apresentava várias irregularidades, como carga além da permitida e pneus carecas. O veículo transportava uma pedra de granito de 41 toneladas. O peso está acima do limite permitido, que é de 30 toneladas.

Na ocasião do acidente, o secretário da Segurança Pública, André Garcia, declarou que considera o acidente de Guarapari a maior tragédia rodoviária da história do estado.

“Pelos dados levantados pela PRF e pelo Corpo de Bombeiros Militar, trata-se da maior tragédia rodoviária do estado, sem dúvidas”, disse.