• Home »
  • Rodovias »
  • Governo recupera dois trechos de rodovias na região leste do Tocantins

Governo recupera dois trechos de rodovias na região leste do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), finalizou no final da tarde do último domingo, 26, os serviços de reparação de dois trechos de rodovias na região leste do Estado.

No KM 9 da TO-030, entre os municípios de Santa Tereza e Novo Acordo, equipes técnicas restabeleceram o tráfego da rodovia após realizarem a correção da cabeceira da ponte sobre o Córrego Brejo Grande, que cedeu após as fortes chuvas que caíram na região durante a semana passada.

A secretária da Infraestrutura e Presidente da Ageto, Juliana Passarin, visitou o trecho no último domingo, 26, e explicou que no local foram realizadas as obras de restauração da cabeceira com a instalação de um colchão reno e o restabelecimento do talude. “Nossas equipes estão monitorando os pontos críticos dessa região para garantir a efetividade e a agilidade dos trabalhos e as obras no local irão assegurar a segurança dos usuários da rodovia”, explicou a gestora.

Foto: Ageto/Governo do Tocantins

Juliana Passarin também visitou o trecho da TO-130, entre Santa Tereza e Ponte Alta do Tocantins. O local recebeu obras durante o final de semana com objetivo de melhorar a sustentação do maciço. “Este trecho foi acometido pelo deslizamento do corpo da pista, por isso foram realizados serviços paliativos que visam manter a trafegabilidade até que as obras para correção definitiva sejam iniciadas”, disse a secretária.

Foto: Ageto/Governo do Tocantins

A licitação para execução de obras na TO-130 foi aberta em março e está em fase final de andamento. O projeto prevê o restabelecimento da rodovia por meio da correção do desmoronamento de taludes e das erosões na pista. As obras serão financiadas com recursos do Banco Mundial. “ A licitação contempla dois pontos, entre eles está esse da TO-130. No projeto de engenharia estão previstas soluções para a estabilização do solo e isso vai gerar mais eficiência e vai garantir o tráfego no local”, finalizou Juliana Passarin.