• Home »
  • Rodovias »
  • Imprudência nas marginais de rodovias em Palmas aumenta o risco de acidentes

Imprudência nas marginais de rodovias em Palmas aumenta o risco de acidentes

Motoristas reclamam de falta de sinalização nos locais. Vários acidentes em marginais já foram registrados este ano; equipe da TV Anhanguera flagrou infrações de trânsito.

As marginais de rodovias que passam por Palmas são locais comuns para registros de acidentes de trânsito. Os acostamentos da BR-010 e da TO-050 estão desgastados, falta sinalização em alguns pontos, e a imprudência dos motoristas aumentam as chances de colisões e até capotamentos. (Veja o vídeo)

As vias marginais das rodovias que cortam a capital servem de acesso às quadras e bairros importantes da região sul de Palmas e são alternativa para não quer passar pela via principal. Mas alguns fatores, como o desrespeito às leis de trânsito, contribuem para deixar o trecho perigoso. Uma equipe da TV Anhanguera flagrou várias infrações de trânsito durante a reportagem.

No ano passado, pelo menos duas pessoas morreram em acidentes nas marginais em questão. Entre janeiro e novembro deste ano o projeto vida no trânsito de Palmas registrou dois acidentes graves em um dos trechos. Um motorista ficou preso às ferragens após batida com caminhão na marginal da TO-050.

Depois que as rodovias receberam radares para controlar as velocidades, muitos motoristas passaram a optar pela marginal. “Nós tiramos da rodovia esse fluxo maior e jogamos essas pessoas que não têm tanta consciência do risco de velocidade e mudamos esse tráfego para a marginal”, explicou o perito José Carlos Rezende.

As placas indicam que o limite de velocidade é 60 km/hora. Mesmo com a sinalização tendo sido reforçada nesses pontos, ainda há falta de informações aos motoristas. “Não tem a placa de sinalização ‘pare’ né?, que é obrigatório ter. Então é perigoso para a gente”, disse o motorista Wellis Barbosa.

“A principal entrada de Palmas e não existe um trevo. E é perigoso. Toda hora vamos ter um problema aqui”, reclamou outro motorista insatisfeito.

Grande parte das marginais é marcada por faixas contínuas, onde não é permitido ultrapassar. Os condutores também se arriscam em ‘gatos’. “É uma coisa impressionante. Você pode ver que a rodovia hoje está sendo colocada a proteção lateral para evitar que se faça isso”, informou o perito.

Outro lado

O Governo foi procurado para comentar a situação das vias. Em nota, a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Agento) informou em nota que as marginais das rodovias são responsabilidade do município, já que se trata de uma rua ou avenida da cidade.

Já o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) afirma que apenas no trecho entre a Escola de Gestão Fazendária e o entroncamento da TO-020 as marginais são de sua responsabilidade.

A Prefeitura também foi procurada, mas não se posicionou sobre o assunto.