Para deputado, tabela de frete não contempla diversidade do transporte

Em entrevista para o programa Conexão Brasília, do Canal Rural, o deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), disse que a tabela de fretes não dá conta da diversidade do setor de transportes no Brasil.

“O tabelamento do frete, da forma como foi pensado, não consegue contemplar uma realidade muito diversa que nós temos”, disse Jardim.

De acordo com o deputado, são muitos tipos de veículos diferentes, produtos distintos e muitas condições de trabalho, por isso, não existe uma tabela que consiga dar contra de tudo.

O deputado também alertou que não se deve criar uma situação econômica artificial, como a tabela de fretes, e que isso, em médio e longo prazo, traz ainda mais prejuízo para o caminhoneiro.

O deputado é autor de uma emenda que torna facultativa a tabela de fretes, que passaria a ser apenas uma referência para cálculos dos valores de fretes.

“Nós consideramos que o tabelamento deve ser uma referência para uma negociação que se estabeleça entre os caminhoneiros”, lembrou.

O deputado disse ainda que quando apresentou a emenda, alertou que as empresas comprariam caminhões para evitar o aumento de custo do transporte, o que realmente aconteceu.