• Home »
  • Pedágios »
  • Pedágios da BR-386 e outras duas rodovias ficam mais caros a partir deste sábado

Pedágios da BR-386 e outras duas rodovias ficam mais caros a partir deste sábado

Veículos de passeio passam a pagar R$ 4,60 e motos R$ 2,30. Valores para ônibus e caminhões variam entre R$ 9,20 e R$ 27,60.

Cerca de um mês após o início das cobranças nas praças de pedágios administradas pela CCR ViaSul, como já adiantado pela reportagem da Rádio Independente no mês de fevereiro, as tarifas de pedágios nas praças da BR-386, BR-101 e 290 (Freeway), terão reajuste. A medida começa a valer a partir da meia-noite do próximo sábado (14), com cobranças nos dois sentidos. A correção está prevista em contrato.

Foto: Natalia Ribeiro

O aumento será nas quatro praças da BR-386 (Victor Graeff, Fontoura Xavier, Paverama e Montenegro), uma da BR-101 (Três Cachoeiras) e duas da Freeway (Viamão e Santo Antônio da Patrulha). Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) determinou que os veículos de passeio passam a pagar R$ 4,60 nas praças de Montenegro, Paverama, Fontoura Xavier e Victor Graeff, Três Cachoeiras e Gravataí. O valor atual é de R$ 4,40.

As motos passam a pagar R$ 2,30, com aumento de R$ 0,10 centavos, e os caminhões e ônibus terão que desembolsar entre R$ 9,20 e R$ 27,60, dependendo do número de eixos do veículo. Já em Santo Antônio da Patrulha o valor sobe de R$ 8,80 para R$ 9,20 para veículos leves. Motos pagarão R$ 4,60 e ônibus e caminhões entre R$ 18,40 e R$ 55,20, preços que variam conforme a quantidade de eixos do veículo.

Foto: Natalia Ribeiro

Entenda o reajuste

O reajuste das tarifas está previsto em contrato. A ANTT entende que a CCR ViaSul realizou todas as melhorias e trabalhos necessários para melhor condição de trafegabilidade nas rodovias. Os valores das correções são feitos de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) – índice oficial da inflação do país – do ano anterior. Em 2019 o IPCA fechou em 4,31%.

CCR ViaSul
A CCR ViaSul é responsável pela administração, conservação, ampliação e operação de 473,4 quilômetros de rodovias no Rio Grande do Sul, conectando pontos de maior relevância econômica no Estado. A concessão passa por 36 municípios, distribuídos em quatro trechos: BR 290 (Freeway) – 98,1 kms entre Osório e Porto Alegre; BR 101 – 87,9 kms entre Osório e Torres; BR 386 – 265,8 kms entre Canoas e Carazinho e BR 448 – 21,6 kms entre Porto Alegre e Sapucaia do Sul. A concessionária responde, ainda, pela operação do vão móvel da ponte do Guaíba (BR 290) e do Túnel Morro Alto (BR 101).