Piracicaba-Panorama terá 16 novos pedágios e tarifa reduzida

Ampliação é resultado da concessão de 1.055 quilômetros de rodovias operadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER); atualmente, nessas estradas, o motorista não paga pedágio

O Estado de São Paulo terá 16 novas praças de pedágio no prazo de um ano. É o que prevê o contrato de concessão de 1.055 quilômetros de rodovias operadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Atualmente, nessas estradas, o motorista não paga pedágio.

O trecho concedido ao Consórcio Infraestrutura Brasil inclui mais 218 quilômetros que já possuem cinco pedágios. Nesse trecho, a concessão será transferida do Grupo Arteris para a nova concessionária. A empresa vai operar 1.273 quilômetros de rodovias, entre Piracicaba, na região central do Estado, e Panorama, no extremo oeste.

Leia também:

Entenda do que Harry e Meghan abrem mão ao deixarem a família real

As 10 carreiras que vão bombar na próxima década, segundo estudo feito pela USP

Com as novas praças, serão 174 pedágios em operação na malha estadual. Isso representa um aumento de 10% ante o número atual. A nova concessão é a primeira do governo de João Doria (PSDB). E adota um modelo de tarifa quilométrica, com valor 23% menor que o do modelo anterior. A informação é da Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp).

Pedágio pode ter 98% de desconto

Além do desconto de 5% para pagamento automático, haverá redução progressiva na tarifa para usuários frequentes. A redução progressiva da tarifa pode chegar a 98% no valor a partir de 30 passagens no mês. A Artesp informa que o benefício visa quem usa a estrada diariamente para trabalhar ou estudar em outro município.

Como exemplo, a tarifa integral do pedágio no km 183 da SP-304, em São Pedro, é de R$ 5,64. O motorista pagará R$ 3,91 a partir da décima passagem, R$ 2,76 a partir da vigésima e R$ 1,95 ao completar 30 passagens no mês. Os cinco pedágios já existentes nessa malha também terão redução na tarifa.

Em Piracicaba (SP), moradores dos bairros Santana e Santa Olímpia realizaram um protesto no dia 15 contra o pedágio previsto para o km 180 da rodovia Hermínio Petrin (SP-308). Eles terão de pagar tarifa para ter acesso à região central da cidade ou enfrentar uma estrada de terra. Os representantes da comunidade também temem que os bairros se tornem rota de fuga do pedágio. Houve protestos também nas regiões de Bauru e Marília.

Tarifa máxima será de R$ 7,79

A Artesp informa que a escolha dos locais dos pedágios foi discutida em audiências públicas. De acordo com a agência, além das intervenções iniciai a tarifa de pedágio garante uma série de obras na malha do lote Piracicaba-Panorama. É o caso dos 600 quilômetros de duplicação e de novas pistas (contornos urbanos).

Ainda de acordo com a Artesp, a cobrança da tarifa só será autorizada após investimentos em melhorias durante os 12 meses iniciais da concessão. O contrato deve ser assinado no primeiro semestre deste ano.

Novos pedágios da Malha Piracicaba-Panorama

Rodovia Km               Tarifa               Tarifa
cheia               com
desconto

SP 294   551R$ 7,79R$ 0,17
SP 308   180R$ 5,02R$ 0,96
SP 304   183R$ 5,64R$ 1,95
SP 304   211R$ 5,84R$ 0,72
SP 304   256R$ 5,21R$ 1,32
SP 294   367R$ 8,87R$ 3,79
SP 294   426R$ 8,00R$ 1,49
SP 294   477R$ 8,13R$ 1,12
SP 294   581R$ 5,43R$ 0,96
SP 294   623R$ 6,04R$ 0,59
SP 294   668R$ 4,63R$ 1,98
SP 425   400R$ 4,04R$ 3,13
SP 425   433R$ 4,93R$ 1,80
SP 284   532R$ 5,68R$ 1,94
SP 284   457R$ 5,43R$ 1,51
SP 293      1R$ 2,64R$ 1,27