• Home »
  • Rodovias »
  • Radares em rodovias que passam por Araraquara e outras 3 cidades são instalados mas não funcionam

Radares em rodovias que passam por Araraquara e outras 3 cidades são instalados mas não funcionam

Em todo o estado, 220 aparelhos inteligentes com leitor de placas que deveriam fiscalizar estão na mesma situação. DER disse que previsão de início é ainda no começo desse ano.

Dois meses após a previsão da entrega de radares fixos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), quatro pontos em rodovias que passam por Araraquara, Brotas, Santa Gertrudes e Santa Rita do Passa Quatro (SP) estão com os aparelhos instalados, mas sem funcionar.

Os novos radares são parte dos 220 aparelhos inteligentes com leitura de placas que deveriam fazer a fiscalização de velocidade e detectar carros roubados e furtados nas rodovias do estado. Eles se juntariam aos 549 equipamentos já em operação, totalizando 769 unidades, mas ainda não funcionam.

Procurado pela EPTV, afiliada da TV Globo, o DER não deu um prazo, mas informou que a previsão é que os radares estejam funcionando ainda no começo desse ano. (veja os posicionamentos completos abaixo).

Radares em rodovias que passam por Araraquara e outras 3 cidades são instalados mas não funcionam — Foto: Nilson Porcel/EPTV

Radares em rodovias que passam por Araraquara e outras 3 cidades são instalados mas não funcionam — Foto: Nilson Porcel/EPTV

Radares não funcionam

Na nossa região, os pontos que não estão em funcionamento são:

  • Santa Gertrudes: Rodovia Washington Luís, km 170. Sentidos: norte e sul.
  • Brotas: Rodovia João Batista Rennó, km 131. Sentidos: leste e oeste.
  • Santa Rita do Passa Quatro: Rodovia Anhanguera, km 330. Sentidos: norte e sul.
  • Araraquara: Rodovia Washington Luís, km 275. Sentidos: norte e sul.
Aposentado teve o carro furtado e fiscalização poderia ter ajudado — Foto: Nilson Porcel/EPTV

Aposentado teve o carro furtado e fiscalização poderia ter ajudado — Foto: Nilson Porcel/EPTV

Opinião

A implantação dos radares que não funcionam incomoda os moradores. Para a dona de casa Andréia Nadai Diuri, a falta de finalização do serviço é um dinheiro gasto à toa.

“Eu acho um absurdo, poderia funcionar, que seria para benefício tanto para o governo, como para nós também, em questão de segurança”, disse.

Segurança que fez falta para o aposentado Adilson Rufino, que teve seu carro roubado no fim do ano passado.

“Inclusive esse carro aqui foi roubado na véspera do Natal e eu achei ele sozinho. Talvez se estivessem funcionando tinha achado mais fácil. Eu tive que procurar dois dias para poder achar o carro”, contou.

Radares devem começar a funcionar ainda no início do ano — Foto: Nilson Porcel/EPTV

Radares devem começar a funcionar ainda no início do ano — Foto: Nilson Porcel/EPTV

Aguardando ligação

De acordo com o DER, os radares já foram instalados, mas aguardam a ligação elétrica das empresas que administram os trechos e a aferição, que deve ser feita pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem).

As assessorias das concessionárias Intervias, Triângulo do Sol e Centrovias informaram que apenas sedem o espaço para a instalação dos radares.

Já a Elektro disse que não existe solicitação pra fazer a ligação dos radares nos trechos de Santa Rita do Passa Quatro e Santa Gertrudes. A CPFL Paulista não havia retornado até a publicação desta reportagem.

Fonte: G1