SEST/SENAT PRORROGA AÇÃO E OFERECE MAIS 10 MIL TESTES RÁPIDOS

De acordo com a entidade, na primeira semana, quase 30 mil testes rápidos foram oferecidos aos trabalhadores do transporte

Sest/Senat (Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) prorrogou a quarta fase do “Transporte em Ação – Mobilização Nacional de Combate ao Coronavírus” e irá oferecer mais 9.909 testes rápidos da COVID-19 aos caminhoneiros autônomos, motoristas profissionais do transporte rodoviário de cargas e motoristas e cobradores do transporte coletivo rodoviário de passageiros, em 19 estados brasileiros.

De acordo com a entidade, a ação – que teve início no dia 8 deste mês – realizou em uma semana 27.379 testes rápidos. Desse total, 25.126 (91,8%) foram negativos; 1.981 (7,2%), positivos; e 272 (1%), inconclusivos (testes descartados).

Testes rápidos e dicas sobre a doença

Ainda de acordo com o Sest/Senat, ao todo, serão oferecidos 39.909 testes para o com bate ao coronavírus no país. Além disso, nas abordagens feitas pelas equipes, os motoristas também receberão orientações de prevenção da doença e de higienização das mãos e dos veículos, além de máscaras de tecido reutilizáveis.De acordo com o presidente da CNT, Vander Costa, o objetivo é contribuir com dados importantes e estratégicos para empresas, transportadores autônomos, trabalhadores do setor, governo e sociedade sobre a disseminação do vírus no setor de transporte.Costa disse que, desde o início da crise, o Sistema CNT tem trabalhado para reduzir os impactos na produtividade das empresas e na saúde dos trabalhadores do setor. “Além disso, a iniciativa é também uma forma de contribuir com as políticas públicas que estão sendo adotadas pelo governo federal e pelos governos estaduais no controle da pandemia no país”, afirmou.

Testes rápidos
SARS-COV-2: Os testes rápidos realizados levam em consideração a quantidade de anticorpos (IgM e IgG) produzidos pelo corpo humano contra o vírus SARS-COV-2, que provoca a COVID-19. Foto: Divulgação/Ilustrativa

De acordo com o Sest/Senat, os testes rápidos que estão sendo realizados levam em consideração a quantidade de anticorpos (IgM e IgG) produzidos pelo corpo humano contra o vírus SARS-COV-2, que provoca a COVID-19. No caso de resultado positivo, os trabalhadores serão orientados a buscar atendimento em centros de saúde e sobre o correto isolamento social durante o período de recuperação.

Unidades da Federação

Veja as Unidades da Federação onde a ação do Sest/Senat continua nesta semana: Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.