Categorias
Notícias Rodovias

Alckmin recebe prefeitos da região e deve anunciar fim de pedágios

Portal GCN – Franca

 

Um mês após o surgimento da onda de protestos na região de Franca contra a instalação de pedágios nas rodovias Ronan Rocha e Cândido Portinari, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) cedeu e decidiu receber os prefeitos das cidades que integram o Comam (Consórcio dos Municípios da Alta Mogiana) para falar sobre o novo programa de concessão rodoviária idealizado pelo Estado. A reunião será realizada hoje, às 10 horas, no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo. A expectativa é que seja anunciado o fim dos estudos para a implantação das praças de cobrança.
A confirmação da audiência para discutir o polêmico tema ocorreu um dia após o deputado Roberto Engler (PSDB) chutar o balde na Assembleia Legislativa e dizer que o governador precisa ouvir o “panelaço da Mogiana”. O grupo de mobilização regional já fez quatro bloqueios de rodovias e promete realizar o enterro simbólico de Geraldo Alckmin neste sábado. “Não tenho a menor dúvida de que a pressão popular forçou o governador a nos receber”, disse Alcides Diniz (PMDB), vice-prefeito de Rifaina.
Um dos líderes dos protestos, Diniz afirmou que a comitiva pretende dizer ao governador que ele está sendo incoerente e injusto com a região, onde sempre obteve expressivas votações. “Vamos lembrar das promessas feitas pelo governador durante a campanha eleitoral e dizer que ele está cometendo uma grande injustiça com a região ao implantar pedágios sem fazer qualquer tipo de investimento.”
Prefeito de Patrocínio Paulista e vice-presidente do Comam, Marcos Ferreira (PT) viajará com a expectativa de ouvir uma sinalização de recuo por parte do governador. “Espero que ele traga uma proposta concreta no sentido de não instalar as praças de pedágio. É um compromisso que ele tem com a nossa região. Além disso, as pistas já estão sendo melhoradas com recursos do Estado.”
A audiência com os prefeitos é uma sinalização do rompimento entre Geraldo Alckmin e Roberto Engler, que foram aliados próximos por 25 anos. Apesar das tentativas de contato com o governador desde que a polêmica dos pedágios veio à tona, no fim de janeiro, o deputado não foi convidado pelo Palácio dos Bandeirantes para participar da reunião. Engler confirmou que não estará presente. “De toda forma, tenho certeza de que todos os interessados, especialmente a população de Franca e região, estarão atentos ao desenrolar da conversa, na expectativa de que o governador, sensibilizado pelas diversas manifestações da população e de seus representantes, reveja os planos da Artesp de instalar novos pedágios nas rodovias Cândido Portinari, Ronan Rocha e Altino Arantes.”
Uma publicação feita ontem à noite em uma rede social pela 1ª vice-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Maria Lúcia Amary (PSDB), animou a caravana da região. A deputada escreveu que, atendendo a um pedido seu, o governador informou a ela por telefone o cancelamento dos estudos para as possíveis instalações de pedágios nas rodovias da região de Sorocaba. “É uma decisão coerente com compromissos afirmados anteriormente e com as necessidades da nossa região”, escreveu ela.
Para Roberto Engler, a postagem de sua colega de partido é um forte indicativo de que Alckmin anunciará hoje o fim dos estudos para a implantação das novas praças também na região de Franca. “Não faz o menor sentido cancelar os pedágios apenas em uma região. Acredito que a decisão vai valer para todo o Estado.”