• Home »
  • Fiscalização »
  • Caminhoneiros desrespeitam limite de peso em caminho alternativo após queda de ponte na BR-265

Caminhoneiros desrespeitam limite de peso em caminho alternativo após queda de ponte na BR-265

MG -G1

aminhoneiros estão desrespeitando o limite de peso na ponte da estrada rural usada como desvio em Nazareno (MG) depois que uma ponte caiu na BR-265, interditando o trânsito por lá. Veículos com mais de 10 toneladas têm passado por esse desvio e há risco da velha estrutura cair.

A ponte na BR-265, próximo ao trevo de Nazareno, caiu na madrugada de domingo (11) depois de uma forte chuva. A ponte liga o Sul de Minas ao Campo das Vertentes, Zona da Mata e também ao Rio de Janeiro. Segundo dados do grupo “Somos Todos Vítimas da BR-265”, cerca de cinco mil veículos passam pela rodovia por dia. Mais de 800 são caminhões.

Motoristas desrespeitam limite de peso em ponte alternativa em Nazareno (Foto: Reprodução EPTV)

Motoristas desrespeitam limite de peso em ponte alternativa em Nazareno (Foto: Reprodução EPTV)

“A gente mostra os caminhões pesados que estão passando aqui pela rodovia. A gente não acredita que essas pontes do trecho hoje realmente tenham condições de aguentar todo esse peso, porque elas são pontes mais antigas, essa foi a primeira que caiu”, diz a professora kelly Torres.

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, não há restrições para o limite de peso na BR-265. Apesar dos veículos de carga terem um limite estipulado para cada modelo, ao longo dos 157 Km que ligam a Fernão Dias à BR-040, não há balanças ou instrumentos que verifiquem se as cargas estão acima do peso. Alguns caminhoneiros dizem que a maioria abusa no limite de cargas.

“Dá problema mesmo, eles não fiscalizam. Os caras andam com 100 toneladas no bitrem, aí fica difícil. Eles abusam que a rodovia não tem fiscalização, não tem balança, eles fazem o que eles querem”, diz o caminhoneiro Laércio Bastos.

Com o trecho interditado, é preciso fazer um desvio de cerca de 80 quilômetros. Alguns motoristas então se arriscam nesse desvio menor, em uma estrada rural. Mas muitos caminhoneiros não têm respeitado o limite de 10 toneladas.

“Nós rodamos ainda leve, com caminhão de leite, mas tem caminhões vindo ai com 25, está passando até caminhão bitrem aqui já, com 25 toneladas. Se cair acabou, aí já enrola o meio de campo para todo mundo, tanto pra gente da região que precisa da estrada, como pra todo mundo com o movimento de carro aqui que está passando”, diz o caminhoneiro Francisco dos Santos.

Ponte na BR-265 caiu após chuva forte no último domingo em Nazareno (Foto: Reprodução EPTV)

Ponte na BR-265 caiu após chuva forte no último domingo em Nazareno (Foto: Reprodução EPTV)

O prefeito de Nazareno pediu apoio à polícia, que diz não ter como fiscalizar o excesso de peso dos caminhões. Ele diz ainda que o Departamento Nacional de Infaestrutura e Transportes (Dnit) vai construir uma ponte provisória em até 30 dias.

“A Polícia Rodoviária Federal me disse que não tem efetivo suficiente para fazer essa guarnição de impedir do trânsito pesado passar por essa ponte, que tem tolerância máxima de 10 toneladas conforme levantamento da engenharia. Se continuarem passando aqui transporte, caminhões, carretas, conforme está passando acima de 10 toneladas, ela não suporta esses 30 dias que vão ser necessários para confeccionar essa nova ponte provisória lá na BR-265”, diz o prefeito José Heitor Guimarães Carvalho.