• Home »
  • Notícias »
  • Deputada defende investimentos em rodovias no Portal da Amazônia e na MT-100

Deputada defende investimentos em rodovias no Portal da Amazônia e na MT-100

Folha Max

A deputada Maria Izaura (PDT) defendeu investimentos do governo do Estado nas rodovias do Portal da Amazônia e na MT-100, na região Sul, durante audiência pública no fim de semana em Alto Taquari, município na divisa de Mato Grosso com Goiás e Mato Grosso do Sul. A rodovia está cheia de buracos, como pôde constar a deputada na viagem.

Nas duas regiões do Estado, observa a deputada, obras são necessárias para suporte à produção agropecuária e para melhorar a economia regional. A audiência pública foi realizada no sábado à tarde e contou com a presença do secretário executivo da Secretaria de Infraestrutura e Logística, Aristóteles Cadidé; do prefeito de Alto Taquari, Maurício Joel de Sá, e Waldeli dos Santos Rosa, de Costa Rica (MS), entre autoridades e empresários.

“Nossa região do Portal da Amazônia tem 16 municípios e a maioria deles está sem asfalto, como na MT-320 e a MT-208, com ligação para Nova Bandeirantes, Apiacás e Nova Monte Verde. Temos a esperança que o governador Pedro Taques faça alguma coisa. Desde a época do governador Blairo Maggi estamos sem asfalto”, conta a deputada Maria Izaura. “Vim agora e vi pela MT-100 que esta região de Alto Araguaia e Alto Taquari é rica com produção de soja, milho e cana-de-açúcar”, completa a deputada.

O secretário Cadidé afirmou que o governo tem previsão de investir cerca de R$ 27 milhões em 2016 e 2017 para reconstrução da rodovia com aplicação da verba metade este ano e outra parte no ano que vem. Ao mesmo tempo, informa Cadidé, o governo estadual já vai estudar o projeto de Parceria Público-Privada (PPPs) para novas concessões rodoviárias. Ele informa que “a MT-100 é prioridade das prioridades”.

“O recurso que tem é esse e a previsão é de fazer a obras em dois anos, 50% em 2016 e 50% em 2017. A intenção do governo é ser mais participativo possível, ouvindo vocês. É importante essa mobilização. A ordem de serviço da obra é para maio”, afirma.

Além da importância logística estratégica para a região da tríplice fronteira, a via liga o município a Alto Araguaia e Barra do Garças, com equivalente traçado do rio Araguaia. A rodovia completa o complexo logístico entre os Estados, junto com a Ferrovia Senador Vicente Vuolo, que liga Rondonópolis, Itiquira, Alto Araguaia, Alto Taquari ao porto de Santos (SP).

Portal da Amazônia

Maria Izaura afirmou que assim que assumiu mandato no lugar de Zeca Viana (PDT) na Assembleia Legislativa foi até ao secretário executivo Cadidé e cobrou asfalto na região do Portal da Amazônia. Ela lamentou que as obras de pavimentação no extremo Norte de Mato Grosso tenha tido falhas nos projetos. Ela também cobrou do governo do Estado as UTIs reivindicadas ao governador quando ele esteve em outubro do ano passado na cidade.

“Temos as rodovias MT-320 e 208. São 200 Km e foi recuperado 100 Km, mas não fizeram a sinalização. O projeto foi feito e não constava sinalização. Entrei na Assembleia graças ao apoio do deputado Zeca Viana e cobrei sobre as rodovias. Na MT-320 transportamos boi e madeira a rodovia está intransitável em alguns trechos”, conta.

Uma das rodovias que lideranças políticas, empresários rurais e a população sempre reivindicam para melhorar a trafegabilidade na região é a MT-419, cujo traçado liga Alta Floresta a Guarantã do Norte, na BR-163.

Para citar o impacto de como a logística para a região é importante para empresários e o cidadão comum, dez municípios como Alta Floresta, Carlinda, Nova Canaã do Norte, Apiacás, Paranaíta, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde, Nova Guarita, Novo Mundo e Guarantã do Norte somam cerca de 162 mil habitantes, dos quais cerca de 50 mil estão em Alta Floresta.

Além desses, compõem a região do Portal da Amazônia, os municípios de Matupá, Peixoto de Azevedo, Terra Nova do Norte, Nova Santa Helena, Itaúba e Colíder. A população total dos 16 municípios é de 260 mil habitantes.