Desatenção causou maior parte dos acidentes nas estradas no AP, diz PRF

De janeiro a dezembro de 2016, 195 acidentes foram registrados nas estradas federais do Amapá (BRs 156 e 210), de acordo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os números foram divulgados nesta terça-feira (3). Segundo o órgão, mais do que uso de álcool ao volante ou falhas mecânicas, a maioria desses acidentes ocorreu por falta de atenção dos condutores.

No quadro de acidentes “por causa”, a PRF registrou 68 por falta de atenção, seguido de 30 por embriaguez ao volante, 14 por velocidade incompatível, 12 por defeitos mecânicos e 9 provocados por não cumprimento da distância de segurança entre os veículos.

De acordo com o superintendente regional da PRF no Amapá, Kleberson Sampaio, o índice é considerado preocupante, pois os casos registrados foram causados por algum tipo de distração, como o uso de tecnologias de entretenimento, como aparelhos celulares.

“Nossos condutores não estão dirigindo com a situação que o trânsito requer, que é ir com a atenção, respeitando as leis de trânsito. Se isso for obedecido, todos seguem nas estradas com tranquilidade e segurança. O simples fato de usar o celular ao volante pode ocasionar acidentes graves”, disse.

O número de acidentes registrou uma diminuição em relação a 2015, quando ocorreram 216. O superintendente da PRF no Amapá, ressalta que, apesar da queda no número de acidentes, as mortes do trânsito em 2016 foram superiores em relação ao ano anterior.

“Em 2016 foram 16 mortes nas estradas, cinco a mais em relação ao ano anterior, quando ocorreram 11 óbitos. O maior numero de mortos foi na BR-156, que registrou 13 mortes. Isso está ligado ao número de veículos a mais que estão circulando”, comentou.

A saída de pista representou 23% dos tipos de acidente nas estradas, segundo a PRF, seguida de colisão traseira, que teve 16% no número de ocorrências. O órgão realizou em 2016 aproximadamente 1,7 mil testes de alcoolemia e 44 prisões por embriaguez ao volante. Em 2015, foram 84 condutores presos.

A PRF registrou 52 armas que foram apreendidas em veículos, em 2016. Já o número de veículos apreendidos com adulteração somaram 29, uma diminuição em relação a 2015, quando foram 36 carros apreendidos.

estatisticas, acidentes, estradas, amapá, prf (Foto: Jéssica Alves/G1)

Estatísticas apontam que maior causa de acidentes foi falta de atenção de condutores (Foto: Jéssica Alves/G1)