Categorias
Infraestrutura Notícias Polícia

Empresários da Vila Japão reclamam da proibição do tráfego de caminhões

G1

Empresários, trabalhadores e moradores do bairro Vila Japão, em Itaquaquecetuba, reclamam da falta de iluminação e proibição do tráfego de caminhões. Não bastasse esses problemas, as indústrias ficam telefone na maior parte do ano por causa do furto de cabos.

Segundo os empresários, uma placa no viaduto principal mostra que é proibido a circulação de caminhões, o que tem trazido queda no faturamento. Em uma tecelagem, a receita caiu pelo menos 15% nos últimos dois meses. “O caminhão não vem entregar mercadoria, então acabamos perdendo o faturamento. O jeito é retirar a mercadoria no local, mas nem sempre temos caminhões para deslocar”, explica a faturista Aldaíce Lima.

Quem reclama também é a empresária Susana Arnoldi. “A gente trabalha com empresas terceirizadas. O cliente paga o frete para retirar a mercadoria. A proibição do acesso gera dificuldades”, observa.

O dono de um prédio, Alício Olivato, relata a experiência com o departamento de Trânsito. “Liguei para o departamento de Trânsito e uma pessoa disse que eu precisaria de autorização em cada carro. Outra forma seria apresentar uma nota fiscal endereçada. O problema é que não tem fiscal de trânsito e quem vê a placa acaba não entrando no bairro”.

O estudante Luiz Gustavo Velani fala sobre os perigos do bairro que afetam quem circula a pé. “Aqui é escuro e entre os trechos que apresentam perigo está a linha do trem, onde tem mato alto”.

Sobre o furto de cabos, a faturista Aldaíce Lima explica o prejuízo gerado. “É complicado ficar sem telefone em uma empresa, principalmente no momento que o país está atravessando”.

A Telefonica/Vivo informou que a interrupção do serviço da telefonia fixa foi causada por roubos de cabos, mas o serviço já foi normalizado e que os clientes prejudicados serão ressarcidos. O telefone para atendimento é o 10315.

​A Prefeitura de Itaquaquecetuba disse que proibiu a circulação dos veículos pesados por causa dos transtornos causados pelo tráfego. Os caminhões das empresas instaladas na Vila Japão podem fazer um cadastro na secretaria de Transportes, que permite do tráfego. Sobre a iluminação, o bairro receberá nos próximos dias o serviço de manutenção.