Governo autoriza obras em estradas no Maranhão

Portal Brasil

Obras de infraestrtura no nordeste do País são priorizadas pelo Ministério dos Transportes. Nesta quinta-feira (5), foram autorizadas obras em cidades do Maranhão, como a duplicação de trecho da rodovia BR-135 em Bacabeira e pavimentação de trecho da BR-226 em Timon.

Governo autoriza obras em estradas no Maranhão

Governo autoriza obras em estradas no Maranhão

Ao todo, serão investidos R$ 66,5 milhões para a duplicação da estrada. Desse valor, R$ 25 milhões já foram empenhados no final de dezembro de 2016. O trecho, compreendido entre o povoado de Outeiro e a cidade Miranda do Norte, possui 32,1 quilômetros. O trecho de 44,7 quilômetros, entre Bacabeira e Outeiro, está em fase de contratação e, em breve, terá ordem de serviço decretada. A expectativa é de que em três meses as obras no local sejam iniciadas.

A obra tornará o percurso mais seguro para o turismo e para o transporte de cargas. A obra, paralisada durante 4 anos, foi retomada e tem previsão de entrega em meados de 2017.

Em Timon, a pavimentação asfáltica cobrirá 111,5 quilômetros das rodovias BR-226 e BR-316 no município. Este é o último trecho sem pavimento entre as capitais São Luís (MA) e Teresina (PI). Para essas obras, serão gastos o total de R$ 88,5 milhões. Desse valor, o ministério já empenhou R$ 42,8 milhões, além da previsão de R$ 50 milhões referente ao orçamento de 2017.

“Estamos começando as ações do Ministério deste ano, especialmente, pelo Nordeste, onde, há décadas, a falta de infraestrutura tem sido uma das grandes responsáveis pelas mazelas sociais que assolam os estados da região. As cidades do interior são especialmente atingidas pelas dificuldades de acesso, o que têm causado o atraso do desenvolvimento socioeconômico de diversos municípios”, destacou o ministro Maurício Quintella.

As obras nas rodovias, além de proporcionar maior segurança e diminuir os preços de fretes, serão responsáveis por intensificar a integração regional. No caso da BR-226, com o asfaltamento do trecho, 37 cidades maranhenses ficarão ainda mais próximas, em razão do encurtamento do tempo de viagem entre elas.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério dos Transportes