PRF registra queda no número de acidentes nas estradas federais do CE

G1

No mês das férias no Ceará, foram registrados 207 acidentes, uma redução de 8% em relação a julho do ano passado quando ocorreram, nas estradas federais,  224 acidentes. Com relação ao número de mortos, a redução foi ainda maior: 21%. Foram registradas 14 mortes em 2015 contra 11 este ano. Os dados foram divulgados nesta quintqa-feira (18), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com a PRF,  os acidentes ocorreram principalmente no fim de semana, sendo o sábado o dia com maior registro: 47 acidentes. Já a quarta-feira e o domingo foram os dias onde houve o maior número de mortes: três. Em julho, as colisões frontais e os atropelamentos de animais foram os mais letais, com cinco mortes por colisões frontais e três por atropelamentos de animais.

As rodovias federais com maior concentração de acidentes foram as BR-116, 222 e 020. Em relação às mortes, sete foram registradas na BR-116. Nesta quinta-feira, ocorreu mais uma morte na BR-116. Um adolescente de 18 anos morreu atropelado no quilômetro 2 da BR-116, em Fortaleza. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, um veículo modelo Prisma atropelou o pedestre que estava no acostamento da rodovia e em seguida se envolveu numa colisão com outro veículo.

Fiscalização
A PRF acredita que o combate ao excesso de velocidade e uso dos faróis acesos durante o dia contribuíram para a redução de acidentes. Foi em julho que a PRF  iniciou a Operação Sonic com o objetivo de intensificar o combate ao excesso de velocidade, uma das principais causas de acidentes e mortes em rodovias federais.

Frente de caminhão ficou destruída após se chocar contra outro veículo na BR-020 na manhã desta quinta-feira (18) (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Frente de caminhão ficou destruída após se chocar contra outro veículo na BR-020 na manhã desta quinta-feira (18) (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

As ações desenvolvidas durante a Operação visam aumentar a conscientização dos condutores, buscando o cumprimento das velocidades regulamentadas para as vias. Em apenas um mês de intensa fiscalização, 10.812 imagens de veículos trafegando em excesso de velocidade foram capturadas pelos radares portáteis.

O excesso de velocidade aumenta o tempo necessário para a frenagem, eleva a probabilidade do motorista perder o controle do veículo e diminui a capacidade dele se antecipar a possíveis perigos, aumentando o risco de acidentes e a gravidade das lesões, daí a importância da fiscalização intensa, principalmente, durante o mês de julho, onde há o aumento do fluxo de veículos.

Além da Operação Sonic, durante o mês de férias escolares a PRF também iniciou a fiscalização relacionada ao uso dos faróis durante o dia, e em um mês de vigência da nova lei, não foram registrados, durante o dia, acidentes do tipo atropelamento de pessoa e não houve mortes por esta causa em rodovias federais de pista simples.