• Home »
  • Destaque »
  • UNICAM acompanha reunião em favor dos caminhoneiros no Porto Seco de Foz do Iguaçu

UNICAM acompanha reunião em favor dos caminhoneiros no Porto Seco de Foz do Iguaçu

Auditores Fiscais deflagraram ‘Operação Padrão’, em protesto pela demora na aprovação do PL 5864, o que causa congestionamento de caminhões no porto

 China e o presidente da Comissão Especial do Projeto de Lei 5864, Deputado Federal Júlio Delgado (PSB-MG)


China e o presidente da Comissão Especial do Projeto de Lei 5864, Deputado Federal Júlio Delgado (PSB-MG)

No dia 12 de setembro, a União Nacional dos Caminhoneiros – UNICAM, na pessoa de seu presidente, José Araújo (China) esteve em Brasília a fim de buscar um alívio para a situação dos caminhoneiros que estão sofrendo com a demora na liberação no Porto Seco de Foz do Iguaçu.

Essa demora é causada pelo impasse na aprovação do Projeto de Lei n º 5864, relacionado à carreira dos Auditores da Receita Federal pelo governo atual. Os auditores, em represália, estabeleceram a , Operação Padrão, causando congestionamento de caminhões na região.

José Devanir, Diretor de Assuntos Parlamentares, Célia FErrarini, Auditora Fiscal e Maíra Giannico, Diretora-Adjunta de Assuntos Parlamentares do Sindifisco, junto com China (Foto: Divulgação)

José Devanir, Diretor de Assuntos Parlamentares, Célia Ferrarini, Auditora Fiscal e Maíra Giannico, Diretora-Adjunta de Assuntos Parlamentares do Sindifisco, junto com China (Foto: Divulgação)

Segundo informou o chefe dos auditores, Gilson Mocelim, à reportagem da UNICAM,  há um déficit de quase 2 mil caminhões que acabam tendo que aguardar para serem vistoriados. “Entendemos a situação dos caminhoneiros, e esperamos que o que o governo nos prometeu seja cumprido e assim possamos atuar com 100% da capacidade. Hoje recebemos cerca de 800 caminhões por dia, conseguimos liberar mais ou menos isso, o problema é que tem esse volume acumulado”, explica ele.

UNICAM defende caminhoneiros

No decorrer da reunião, na Câmara dos Deputados, o presidente da UNICAM, José Araújo (o China), conversou com as lideranças das entidades do setor e pediu que fosse feito um esquema especial, dando maior vazão aos caminhões, para que não se prejudique tanto a categoria. A intervenção de China foi decisiva para que houvesse um pouco de alívio para os caminhoneiros.

A Audiência Pública, que tratará deste projeto ficou marcada para o dia 4 de outubro, quando a UNICAM deverá estar novamente presente para acompanhar os trabalhos e as resoluções sobre a questão.

China também conversou com o presidente da comissão, Deputado Federal Júlio Delgado – PSB/MG, no sentido de buscar uma solução para o impasse.