Motorista que atropelou skatistas em SP diz que acelerou por medo

Diário de SP

Motorista que atropelou skatistas em SP diz que acelerou por medo de agressão Homem se apresentou à polícia no começo da tarde desta segunda-feira (26). reproducao

Motorista que atropelou skatistas em SP diz que acelerou por medo de agressão
Homem se apresentou à polícia no começo da tarde desta segunda-feira (26). reproducão

O motorista acusado de atropelar ao menos cinco skatistas, no domingo (25), em evento do Dia Mundial do Skate, disse à polícia que foi agredido por um grupo de participantes antes do acidente.

O servidor público José Iriovaldo Ferreira, de 55 anos, se entregou à polícia nesta segunda-feira (26). Em seu depoimento, que demorou mais de três horas, ele relatou ter entrado na Rua Augusta, no Centro, onde ocorreu o atropelamento, porque a via estava mal sinalizada.

Ferreira contou que ao entrar na rua, um skatista bateu forte em seu retrovisor e deixou o carro amassado. No mesmo instante ele se assustou e resolveu aumentar a velocidade, o que causou o atropelamento.

Um vídeo divulgado pelo portal G1 mostra o momento que um skatista teria jogado algo contra o veículo de Ferreira.

O servidor público disse ainda ter ficado com medo do grupo e der linchado. Também estavam no Ecosport sua mãe, de 80 anos, e um amigo. Ele passava pela rua, pois iria buscar uma outra amiga na Frei Caneca, paralela à Augusta.

Ferreira trabalha na Secretaria Municipal de Saúde de Itapevi, na Grande São Paulo. Ele foi indiciado por fuga do local do acidente e por colocar vida de alguém em perigo, mas vai responder em liberdade.

A SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que testemunhas ainda serão ouvidas, ontem dois skatistas que foram atropelados prestaram depoimento. Um deles sofreu lesão nas pernas e disse que a via estava sinalizada.

A pasta da Segurança também afirmou que as imagens da rua já estão sendo analisadas pela polícia.

CET/ Em nota, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) disse que iniciou a operação na região às 9h e o trecho na Augusta estava previsto para ser interditado às 9h30.

“Com a antecipação do início do trajeto, sem autorização prévia, os agentes da CET tiveram que, emergencialmente, acompanhar a movimentação dos skatistas e ordenar o trânsito”, disse.