Categorias
Infraestrutura Mercado Notícias

Mercedes faz venda de 142 caminhões no Brasil e no Peru

Automotive Business- A Mercedes-Benz anuncia duas vendas importantes de caminhões que totalizam 142 unidades, das quais 105 do modelo Axor 2536 6×2, adquiridos pela Transgrãos, de Patos de Minas (MG), e os demais 37 Atego 1725 comprados pela empresa Coca-Cola Lindley, de Lima, no Peru.

Os Axor serão utilizados no setor de agronegócio, para o transporte de milho em espiga. A Transgrãos atua neste mercado há 26 anos e tem como sua principal atividade o transporte de sementes de milho em espigas, sementes prontas para entrega ao produtor, cereais e insumos agrícolas entre os estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás, São Paulo, Paraná e Bahia. A venda de 105 caminhões envolveu o concessionário Prodoeste, com participação do Banco Mercedes-Benz no financiamento.

“Essa compra de 105 caminhões Axor está atrelada a novos contratos e também a novas estratégias de ampliação na atividade de semente de milho”, informa o presidente da Transgrãos, Elias Caixeta. “Conforme a demanda do contrato, avaliamos que era necessário aumentar a nossa frota”. Com isso, a empresa passa a contar com 280 caminhões da marca, representando 75% de sua frota.

“Nossa linha de extrapesados é reconhecida no agronegócio, bem como em diversos outros setores, pelo reduzido custo operacional, alta produtividade e ampla disponibilidade para o transporte rodoviário e fora de estrada”, afirma o vice-presidente de vendas, marketing, peças e serviços de caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Roberto Leoncini. “Além disso, os clientes contam com o maior portfólio de peças e serviços e cobertura da rede de concessionários, presente em todos os estados do País”.

Já no caso dos 37 Atego enviados ao Peru, esta é a primeira venda da montadora para A Coca-Cola Lindley, que possui uma frota de 1,2 mil veículos. Os caminhões já estão em operação na capital Lima para o transporte de bebidas, como a Inca Kola, refrigerante típico no país. As negociações com o mercado peruano são intermediadas pela Divemotor, representante comercial da Mercedes-Benz hoje com 18 filiais para venda e pós-venda de veículos comerciais no país.

“Um dos destaques dessa venda é a forte imagem do produto brasileiro, como a sua durabilidade, para o transporte de bebidas. É motivo de orgulho realizar esse negócio com um novo cliente do Peru, um dos principais mercados da Mercedes-Benz do Brasil para exportação de caminhões”, explica o diretor geral da Daimler Latina, Matthias Barth.

O Peru é o terceiro principal mercado de exportação de caminhões da Mercedes-Benz feitos no Brasil, atrás apenas de Argentina e Chile. “Entre janeiro e julho de 2017 tivemos um crescimento de 29% nas exportações para o Peru em comparação com o mesmo período de 2016. O volume entregue esse ano é de 294 unidades ante as 228 exportadas no ano anterior”, destaca o presidente e CEO para a América Latina, Philipp Schiemer.