• Home »
  • Pedágios »
  • Motoristas do Alto Tietê se queixam de reajuste nos pedágios das rodovias estaduais

Motoristas do Alto Tietê se queixam de reajuste nos pedágios das rodovias estaduais

Reajuste médio foi de 4,66%, o que representa em média R$ 0,10 ou R$ 0,20 a mais, dependendo da rodovia.

O reajuste dos pedágios nas rodovias estaduais não agradou os motoristas do Alto Tietê. O reajuste médio foi de 4,66%, o que representa um adicional de R$ 0,10 ou R$ 0,20 na maioria das praças. Ainda assim, o valor faz uma diferença no orçamento mensal.

Paulo Lopes encontrou o valor diferenciado no pedágio na volta do passeio com a família em Ubatuba. “Eu acho um absurdo. Se pelo menos tivesse a devolução do serviço, mas não tem. A gente só paga.”

A nova tarifa está valendo desde 0h. João Bosco sai de Taubaté, no Vale do Paraíba, para ir até São Paulo duas vezes por semana. O comerciante conta que o reajuste irá interferir.

“Eu acho que não seria o momento de subir. A gente entende que precisa de melhorias. Nós precisamos contribuir, mas o brasileiro já contribui com tanta coisa.”

Para o lojista Daniel Pereira, o valor também irá fazer diferença. “É pouco para quem é rico, no caso do deputado e do governador. Mas, para nós, no nosso bolso, faz diferença.”

As tarifas contratuais de 19 concessionárias foram reajustadas em 4,66% – índice relativo ao IPC-A acumulado entre junho do ano passado e maio desse ano.

No Alto Tietê, na Rodovia Ayrton Senna, a tarifa mais cara do pedágio fica em Itaquaquecetuba. O valor passou de R$ 3,70 para R$ 3,90. Para caminhão, o valor do eixo também aumentou de R$ 3,70 para R$ 3,90.

Na praça de pedágio em Guararema, o pedágio subiu de R$ 3,50 para R$ 3,60. Com os novos valores, quem sai da região de Guararema e vai para São Paulo vai gastar agora R$ 7,50 ou R$ 15 na viagem de ida e volta.

No trecho leste do Rodoanel o aumento foi de R$ 0,10. A nova tarifa agora é de R$ 2,60. Para quem precisa da estrada para trabalhar, o reajuste vai pesar no bolso. “É complicado porque só aumenta o preço e piora. Com esse caminhão eu pago, em média, R$ 90 num pedágio. É muito dinheiro no caminho”, lamenta o caminhoneiro Josenilton Santos de Jesus.