UNICAM e Ministério da Saúde discutem Exame Toxicológico

Com a finalidade de tratar melhor de como se dará a reabilitação dos motoristas profissionais detectados positivos nos exames toxicológicos instituído pela lei 13.103/15, o presidente da União Nacional dos Caminhoneiros – UNICAM, José Araújo (China) foi recebido no Ministério da Saúde.

Unicam se reuniu com o Ministério da Saúde

Unicam se reuniu com o Ministério da Saúde

Sobre a realização do Exame Toxicológico e o procedimento adotado recentemente em obrigar o caminhoneiro a realizar o exame em um dos laboratórios credenciados, os técnicos do MS  se colocaram como contrários ao procedimento atual do exame, por causar uma “falsa segurança”, pois os exames só são realizados na renovação da habilitação e no caso de demissão, não sendo feitos na rodovia. Como mostra o MS em nota técnica publicada em sua página web.

A diretora do MS, Maria de Fátima Marinho de Souza, nos informou que foi convidada pelo DENATRAN a participar de grupo de trabalho interministerial onde serão regulamentados os processos de reabilitação dos motoristas.

Já a coordenação de Saúde do trabalhador concordou em nos encaminhar os programas de saúde dos motoristas profissionais em vigência para divulgação e participação desses projetos.

Participaram do encontro os seguintes representantes: Diretora/SVS/DANTPS – Maria de Fátima Marinho de Souza; Coordenadora Geral de Vigilância em Saúde Ambiental, Daniela Buosi; Diretor Substituto SVS/DAB, Allan Nuno Alves de Souza;  Diretora substituta SAS/DAPES, Thereza Delamare; Técnica SVS/DAPES, Keyla Kikuchi ; Técnico da Coordenação de  Saúde do Homem/SVS, Joao Calisto Lobo Ameno; Coordenadora Substituta Saúde do Homem/SVS, Renata Soares e Técnica da Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador/DSAT, Heloisa Bastos.